A conta-gotas. Pistas sobre a água no Twitter.

Grafo - RTs de citações à água

Este mapeamento considerou as citações públicas ao termo “água” no Twitter, coletadas no período de 5 a 11 de fevereiro. Filtramos o bando de dados para retirar as postagens em outras línguas que não a portuguesa. Segue a análise de uma amostra aleatória de um total de 229.522 publicações. A aleatoriedade é importante, porque garante a validade estatística da amostragem. No grafo (o mapa da rede de compartilhamentos das postagens) estão plotados 68.685 nós (cada nó é um perfil do Twitter que postou algo neste período), conectados por 72.819 relações entre eles (compartilhamentos).

A mídia tradicional ainda pauta o debate sobre o colapso hídrico. E pauta com informações superficiais, que não permitem entender a extensão do problema, a responsabilidade do governo do estado nem que medidas deveriam ser exigidas para não aprofundar desigualdades e garantir o abastecimento a curto, médio e longo prazo. Este desvio do olhar repecute, na rede, na forma de piadas sobre o tema. Aqui é Acre, porra! é uma das que aparece em destaque. Outro destaque da mídia são reportagens proporndo “soluções” pontuais, distantes do centro do problema e responsabilizando, indiretamente, a população pelo colapso.

A subrede formada pelas piadas é maior do que a formada pelas iniciativas da imprensa independente e ativistas. Nesta subrede é bem sucedido o desvio, também, da responsabilidade política sobre o colapso. A piada mais compartilhada brinca com o nome da Operação Lava Jato, para dizer que foi por conta dela que a água acabou: “é muita operação lava jato por isso que a água tá acabando“.

Por trás do manto aparentemente político, o tom dominante desse discurso é depolitizante. Joga uma cortina de fumaça na crise de gestão dos recursos hídricos e poupa as empresas concessionárias dos serviços públicos de saneamento básico e as administrações estaduais que controlam a gestão das concessionárias.

 

Cartografia das redes

A topologia das redes que se formaram em torno do tema ao longo do período analisado é bastante distribuída. A principal subrede do período, em rosa, não acumula mais do que 14,18% das citações coletadas. A segunda maior rede, em azul, é responsável por somente 5,64% das citações.

A ausência de grandes redes de conversas sobre o tema sugere uma composição distribuída e um ecossistema amplo e diversificado de subredes. São os perfis de imprensa que compõem a rede de maior expressão, o que sugere que mesmo no Twitter, o discurso da mídia tradicional ainda é o que encontra maior adesão entre usuários do microblog. Mesmo a maior rede composta por ativistas e movimentos sociais, em que a principal autoridade, no período, foi o perfil de @camilalpav, não concentra mais do que 4,76% das citações coletadas.

A grande densidade de subredes verificada no centro do grafo sugere que muitos destes grupos dialogam entre si por meio do compartilhamento de conteúdos. A análise do ranking das vinte principais autoridades do período, ou seja, perfis que obtiveram maior engajamento em suas publicações sobre o tema, mostra que as duas primeiras posições do ranking são ocupadas por perfis de imprensa (@g1 e @Estadao), compartilhados por outros usuários de diversas subredes. É um bom exemplo para compreender como estas subredes interagem.

As bordas do grafo, densamente povoadas, sugerem um grande volume de citações pontuais, que embora tenham logrado obter ao menos um compartilhamento, não geraram conversas ou articulações mais significativas e por isso foram isoladas às margens.

O grafo navegável está neste link.


Subrede1 — Em rosa, imprensa tradicional

A primeira subrede, identificada em tom de rosa, reuniu (por padrão de compartilhamentos) perfis de veículos da imprensa tradicional como @g1, @Estadao, @folha e @portalR7, ao perfil institucional brasileiro da organização da sociedade civil @GreenpeaceBR. Esta é a maior subrede que se formou no período, responsável por 14,18% das publicações coletadas. O padrão sugere que as notícias veículadas pela imprensa tradicional são o discurso que encontra maior aderência entre usuários do Twitter no que se refere à questão da água. Matérias sobre inovações tecnológicas para tratamento de água e denúncias sobre desperdício estão entre os temas mais populares. Mensagens bem humoradas ironizando o racionamento de água em São Paulo também são recorrentes.


Subrede2 — em azul,as piadas

A segunda subrede, identificada em tom de azul, reuniu perfis de usuários comuns, pessoas anônimas que obtiveram significativa repercussão em algumas de suas mensagens. A tônica desta rede são mensagens em tom de humor abordando a questão da água. Destacam-se as publicações que ironizam o governo federal e o Partido dos Trabalhadores, atribuindo à falta d’agua à “lavagem de dinheiro” ou, especificamente, à “Operação Lava-Jato”. Esta rede é reponsável por 5,64% das publicações coletadas no período.

 

Subrede3, em verde, os ativistas

A terceira subrede, identificada em tom de verde, é responsável por 4,75% das citações coletadas e reuniu perfis de ativistas e movimentos sociais, além de perfis que dedicam-se exclusivamente à cobertura dos desdobramentos da crise hídrica. Entre as mensagens mais relevantes que circularam por este cluster, destacam-se às críticas à gestão do governo estadual de São Paulo e mobilizações marcadas pela tag #cadeaguaSP. Cabe ressaltar, entretanto, que nenhum dos perfis mais relevantes desta subrede figura entre as principais autoridades do ranking.

 

As postagens

O maior bloco de postagens referentes a água (47%) é de comentários genéricos, que não citam a crise, a situação de rodízio, a falta de água. O restante é bem diluído e nele há um grande número de piadas. A mais compartilhada (2% da amostra) foi esta aqui:

 

Também apareceram piadas sobre a Operação Lava Jato (1,6% da amostra) – as principais “críticas” ao governo federal e ao PT entre os posts analisados:

 

  • RT @ericaxavier: Só falta o Governo alegar que para poupar água vai cancelar a Operação Lava Jato.
  • RT @phelizardu: Ironia é a operação ser lava jato num país que ta com falta de água
  • Charge: Falta de água afeta operação Lava Jato: Veja o Álbum de fotos http://t.co/PoLqc4Maq5
  • RT @umpapel: De tanto lavar o dinheiro o PT deixou o brasil sem agua
  • RT @dorisvan_doria: “@radaronline: “O PT lavou tanto dinheiro que está faltando água no Brasil” http://t.co/Fpu6sLKfcZ

 

Sete observações sobre São Paulo

1. Governo Alckmin

O governador Alckmin e o governo de São Paulo são citados textualmente em somente 3,3% da amostra. Exemplos das postagens:

  • @geraldoalckmin_ Como cara pálida? Vc tá mandando ar ao invés de água para o povo. Quer cobrar tb o ar que respiramos? WFT?
  • RT @Salubriti: o “MERCADO” adorou qdo o #PSDB de SP privatizou a SABESP, agora se lixa se o paulista ficou sem água http://t.co/sj8DmaPY1p
  • se eu fosse o governador de sp eu deixava a água rolando a vontade, só alertava se acabar a água não vem encher meu saco depois se virem..
  • A crise hídrica que passamos é em sua essência é uma crise política resultado de uma gestão inconsequente e irresponsável. #CadeaguaSP

 

2. Sabesp

A Sabesp aparece em 2,6% da amostra.

  • RT @PodemosMaisBR: 5 Em 2010 a Sabesp recebeu novo empréstimo de US$ 63 milhões para tratar o esgoto antes desse ser despejado no rio. #cad…
  • RT @BLOGdoPEPE: tem PETRÓLEO não tem água em SP ,isto mostra que administraram bem a PETROBRÁS e precarizaram a SABESP

Enquanto isso, a Sabesp aponta “responsáveis”:

  • Furto de água em São Paulo cresce 15% em 2014, aponta Sabesp: Sabesp encontrou mais de 15,5 mil fraudes na red…tp://t.co/eAWm4S8ciG

 

3. #cadeaguaSP

A hashtag #cadeaguaSP foi a mais usada no período analisado e apareceu em 2,9% da amostra:

  • A água não é mercadoria! #CadeaguaSP
  • RT @baraodiario: vejo a hashtag #cadeaguaSP subindo
  • A crise hídrica que passamos é em sua essência é uma crise política resultado de uma gestão inconsequente e irresponsável. #CadeaguaSP
  • Cadê o plano de emergência do governo? #CadeaguaSP
  • O governo gastará R$830 milhões para trazer água de um lugar onde praticamente já não tem não tem mais água. #CadeaguaSP
  • Essa perda pode chegar a 31%. #CadeAguaSP
  • Não vai ter água para limpeza da casa. #CadeaguaSP
  • mais de 10 anos os governos tinham informações técnicas confiáveis que as torneiras iriam secar a médio prazo. #CadeaguaSP

 

4. Veneza Paulista

A reportagem da Ponte e da Conta D’Água sobre a Veneza Brasileira aparece em 0,66% da amostra.

  • RT @brsamba: Parabéns à @lauracapriglion. Ainda há JORNALISTAS neste país. É isso o que eu chamo de grande reportagem! https://t.co/Se845d8

5. Aliança pela Água

A Aliança pela Água tem a mesma frequência que a Conta D’Àgua. 0,66% do total de postagens da amostra.

  • NÃO BASTASSE DE CARRO!!! @AdeltonAlves Plano do governo de SP prevê início do rodízio só a morador do Cantareira http://t.co/ie1CjQmv6h


6. 3 º ATO SEM ÁGUA

A chamada para o ato apareceu somente em 0,33% da amostra analisada:


7. 
Soluções para o colapso?

Como posicionar o Plano de Emergência como uma solução, quando as pessoas estão habituadas e pensar em soluções pontuais? Quando as pessoas falam de soluções para o colapso, a economia de água é o tema que mais aparece (1,6% da amostra), nos seguintes termos:

  • 2 Coisas Que Eu Queria Entender:1- A População de São Paulo tem que economizar água e o Palácio dos… http://t.co/97lXzRiJ34
  • #ECONOMIZE ÁGUA PORRA!!!!!! Esse vídeo é para alguns ignorantes que de forma irresponsável ficam postando… http://t.co/jZkasY109X
  • Você economizar 500 litros de água desligando o chuveiro enquanto ensaboa-se? Eu economizo 15 mil… http://t.co/aHOYFlxelj
  • @radicalroots continua sem tomar água, pelo menos assim vc ta colaborando para economizar água hahahha
  • Economize água na hora da limpeza #askgays

Reaproveitamento (1,3% da amostra)

  • Aprenda a montar um sistema que reaproveita a água da máquina de lavar (…) http://t.co/zNmPlA18Wh Deixe sua opinião na matéria 21
  • Lava-rápidos passam a usar água de reuso e lavagem a seco: Câmara aprovou projeto que multa quem usar água tra… http://t.co/mRUnR90zL1

Reflorestamento, desmatamento aparecem em somente 0,66% da amostra:

  • Desmatamento aumenta em 20 vezes a perda de água da chuva, aponta USP: Nos lugares em que a mata é preservada,… http://t.co/jmfSATGP1O

Dessalinização também com uma frequência de 0,66%:

  • RT @Ricamconsult: Água em vinho? Nesta época de falta d’água, o milagre é transformar água do mar em água potável. http://t.co/DDkUNrtAsJ #…

 

 

  1. Emanuel Piza
    Responder

    Ótimo trabalho, pessoal. Excelente visão sobre o tema. Obrigado

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *